rooitea_orange

Vivo dizendo aqui que chá que é chá vem de uma plantinha chamada camellia sinensis. Não há como negar. Fato é fato e é desse pequeno arbusto que se chega ao chá preto, verde, oolong, pu’er, branco, etc. O que também não há como negar é a convenção cultural de chamar infusão de chá. Afinal, fato é fato e eu cresci acreditando que qualquer erva que eu colocasse em água quente era chá.

As infusões são chamadas, em inglês, de Tisanes ou Herbal Teas e podem ser feitas com frescas ou secas flores, cascas de frutas, folhas ou raízes de plantas diversas e sementes. Elas não levam, em sua composição, nenhuma adição de chá (seja preto, verde, oolong ou branco).

As variedades mais comuns de infusões são de camomila, erva mate, jasmim, hortelã, rosa mosqueta, hibisco, gengibre, boldo, cidreira, erva doce, carqueja, canela, anis, rooibos e cascas de frutas como limão, laranja, maracujá, romã e abacaxi. Claro, devo estar fazendo injustiça com alguma infusão. A memória é sempre falha, mas é o que a cabeça consegue iluminar no momento.

Lembro bem quando minha vó pedia para que pegasse um pouco de cidreira no quintal. Aquela infusão sempre rendia uma tarde boa de conversa na cozinha, com bolinhos de chuva açucarados. Hoje, encontramos infusões de boa qualidade em lojas especializadas e importadoras de chás gourmets.

Aprendi, como todos que conheço, a chamar infusão de chá. Hoje sei a diferença entre ambos, mas não acho um problema quando as pessoas tratam infusões como chás, pois foi assim que aprendemos. Aqui no blog, sempre falo da dupla, entretanto acho importante deixar clara a diferença entre os dois. Já que me proponho a falar sobre chás, acho importante esclarecer as minhas dúvidas frequentes e as de quem passa por aqui.

Ingredientes de infusões podem servir para aromatizar e dar sabor a diferentes tipos de chá. Para isso, usa-se a base de chá (preto, verde, etc) e mistura-se com o complemento que desejar. Aí sim, são chamados chás. Neste caso, um blend de chá. Uma mistura de diferentes sabores.

genmai

Um exemplo de chá “blendado”, é a mistura de um chá preto com pedaços de baunilha ou casca de maçã ou qualquer outro ingrediente. Outro é o Genmai cha, um tradicional chá verde japonês, blendado com arroz torrado. Também chamado de chá pipoca, a história deste blend é interessante… Antigamente, era consumido por japoneses que não podiam pagar altos valores por um chá. Eles misturavam com o arroz, que funcionava como complemento e reduzia o preço do chá. Hoje é um chá blendado, muito consumido em todo o mundo.

Eu adoro infusões e, atualmente, tenho consumido bastante quando quero fugir da cafeína dos chás.